14 janeiro 2018

2º Domingo do Tempo Comum

A minha partilha deste domingo:

«A liturgia do 2º Domingo do Tempo Comum propõe-nos uma reflexão sobre a disponibilidade para acolher os desafios de Deus e para seguir Jesus.
A primeira leitura apresenta-nos a história do chamamento de Samuel. O autor desta reflexão deixa claro que o chamamento é sempre uma iniciativa de Deus, o qual vem ao encontro do homem e chama-o pelo nome. Ao homem é pedido que se coloque numa atitude de total disponibilidade para escutar a voz e os desafios de Deus».



1 Sam 3, 3b-10.19
Leitura do Primeiro Livro de Samuel
Naqueles dias,
Samuel dormia no templo do Senhor,
onde se encontrava a arca de Deus.
O Senhor chamou Samuel
e ele respondeu: «Aqui estou».
E, correndo para junto de Heli, disse:
«Aqui estou, porque me chamaste».
Mas Heli respondeu:
«Eu não te chamei; torna a deitar-te».
E ele foi deitar-se.
O Senhor voltou a chamar Samuel.
Samuel levantou-se, foi ter com Heli e disse:
«Aqui estou, porque me chamaste».
Heli respondeu:
«Não te chamei, meu filho; torna a deitar-te».
Samuel ainda não conhecia o Senhor,
porque, até então,
nunca se lhe tinha manifestado a palavra do Senhor.
O Senhor chamou Samuel pela terceira vez.
Ele levantou-se, foi ter com Heli e disse:
«Aqui estou, porque me chamaste».
Então Heli compreendeu que era o Senhor
que chamava pelo jovem.
Disse Heli a Samuel:
«Vai deitar-te; e se te chamarem outra vez, responde:
‘Falai, Senhor, que o vosso servo escuta’».
Samuel voltou para o seu lugar e deitou-se.
O Senhor veio, aproximou-Se e chamou como das outras vezes:
«Samuel! Samuel!»
E Samuel respondeu:
«Falai, Senhor, que o vosso servo escuta».
Samuel foi crescendo;
o Senhor estava com ele
e nenhuma das suas palavras deixou de cumprir-se.



Salmo 39 (40)
Refrão: Eu venho, Senhor, para fazer a vossa vontade.

Esperei no Senhor com toda a confiança
e Ele atendeu-me.
Pôs em meus lábios um cântico novo,
um hino de louvor ao nosso Deus.

Não Vos agradaram sacrifícios nem oblações,
mas abristes-me os ouvidos;
não pedistes holocaustos nem expiações,
então clamei: «Aqui estou».

«De mim está escrito no livro da Lei
que faça a vossa vontade.
Assim o quero, ó meu Deus,
a vossa lei está no meu coração».

«Proclamei a justiça na grande assembleia,
não fechei os meus lábios, Senhor, bem o sabeis.
Não escondi a justiça no fundo do coração,
proclamei a vossa bondade e fidelidade».


Para a semana que segue…

«Aqui estou!» A minha resposta à maneira de Samuel… Como, sob que forma, não necessariamente explícita, foi dada esta resposta? Que escolhas mais ou menos importantes ela provocou? Que consequências teve a seguir? Que balanço fazer hoje? Faço regularmente um balanço espiritual? Esta semana, voltar a dizer “aqui estou”, com generosidade, liberdade e felicidade…


Fonte: Portal dos Sacerdotes Dehonianos

«......
Eis-me aqui, Senhor!
Vem e renova o meu coração!
Eis-me aqui, Senhor!
Vem e envia-me ao meu irmão!
Eis-me aqui, Senhor!
Vem! Faz de mim teu seguidor!
Eis-me aqui, Senhor!
Vem! Faz-me instrumento vivo do Teu Amor»!
Susana Vilas Boas


Desejo-vos um bom domingo.
Com o meu abraço na paz de Cristo.
Ailime

07 janeiro 2018

Epifania do Senhor

«A liturgia deste domingo celebra a manifestação de Jesus a todos os homens… Ele é uma “luz” que se acende na noite do mundo e atrai a si todos os povos da terra. Cumprindo o projecto libertador que o Pai nos queria oferecer, essa “luz” incarnou na nossa história, iluminou os caminhos dos homens, conduziu-os ao encontro da salvação, da vida definitiva».


Isaías 60,1-6
Levanta-te e resplandece, Jerusalém,
porque chegou a tua luz
e brilha sobre ti a glória do Senhor.
Vê como a noite cobre a terra
e a escuridão os povos.
Mas sobre ti levanta-Se o Senhor
e a sua glória te ilumina.
As nações caminharão à tua luz
e os reis ao esplendor da tua aurora.
Olha ao redor e vê:
todos se reúnem e vêm ao teu encontro;
os teus filhos vão chegar de longe
e as tuas filhas são trazidas nos braços.
Quando o vires ficarás radiante,
palpitará e dilatar-se-á o teu coração,
pois a ti afluirão os tesouros do mar,
a ti virão ter as riquezas das nações.
Invadir-te-á uma multidão de camelos,
de dromedários de Madiã e Efá.
Virão todos os de Sabá,
trazendo ouro e incenso
e proclamando as glórias do Senhor.



 Salmo 71 (72)
Virão adorar-Vos, Senhor,
todos os povos da terra.

Ó Deus, concedei ao rei o poder de julgar
e a vossa justiça ao filho do rei.
Ele governará o vosso povo com justiça
e os vossos pobres com equidade.

Florescerá a justiça nos seus dias
e uma grande paz até ao fim dos tempos.
Ele dominará de um ao outro mar,
do grande rio até aos confins da terra.

Os reis de Társis e das ilhas virão com presentes,
os reis da Arábia e de Sabá trarão suas ofertas.
Prostrar-se-ão diante dele todos os reis,
todos os povos o hão-de servir.

Socorrerá o pobre que pede auxílio
e o miserável que não tem amparo.
Terá compaixão dos fracos e dos pobres
e defenderá a vida dos oprimidos.


Para a semana que segue…
Aceitar pôr-se a caminho… Erguer os olhos: tal é o convite que nos é feito hoje. Uma estrela brilha sempre na noite, se nós a perscrutamos com atenção. Erguer os olhos: descentrar-se de si mesmo, procurar ajuda da parte de qualquer outro, de Deus. Depois de ver a estrela, aceitar pôr-se a caminho. Nos próximos dias, esta estrela será talvez uma caminhada a empreender para sair, encontrar ajuda ou levar ajuda a alguém, tomar uma decisão até aqui adiada…


Oração
Senhor Deus Eterno,
que a tua estrela nos aponte o caminho;
que em toda a mesa haja paz e não falte o pão.
Envia sobre nós o teu Sol neste Natal
e no Advento de Cada Novo Dia.


Desejo-vos um bom domingo.
O meu abraço na paz de Cristo.

Fonte: Portal dos Sacerdotes Dehonianos

01 janeiro 2018

Dia Mundial da Paz e de Maria, santa Mãe de Deus

«O Dia Mundial da Paz, inicialmente chamado simplesmente de Dia da Paz foi criado pelo Papa Paulo VI, com uma mensagem datada do dia 8 de Dezembro de 1967[1], para que o primeiro fosse celebrado sempre no primeiro dia do ano civil (1 de Janeiro), a partir de 1968, o que acontece até hoje. (In: Wikipédia).


  Oração da Paz
Escuta minha voz, Senhor, pois é a voz das vítimas
de todas as guerras e de todas as violências
entre os indivíduos e os povos...

Escuta minha voz, pois é a voz de todas as crianças
que sofrem e que sofrerão 
enquanto os povos colocarão sua confiança nas armas e na guerra...

Escuta minha voz, quando eu te suplico de insuflar
no coração de todos os humanos

a sabedoria da paz,
a força da justiça
e a alegria da amizade...

Escuta minha voz quando eu te falo para as multidões que,
em todos os países e em todos os tempos,
não querem a guerra e estão prontas a percorrer o caminho da paz...

Escuta minha voz e dá-nos a força
de sempre saber responder ao ódio pelo amor,
à injustiça por um total engajamento pela justiça,
à miséria pela partilha...

Escuta minha voz, ó Deus, e concede ao mundo
(especialmente ao Médio Oriente) a tua paz eterna.
Amém.


  João Paulo II


Santa Maria Mãe de Deus e Nossa Mãe, rogo-te que por tua intercessão junto de teu Filho Jesus seja concedida a Paz ao mundo inteiro e rogai por nós, pecadores, agora e na hora da nossa morte, Ámen.

Rainha da Paz dai-nos a Paz.




Para todos vós os meus votos de um  BOM ANO NOVO e que a Paz seja  dominante em todos os cantos da Terra!

O meu abraço na Paz de Cristo. Ailime

25 dezembro 2017

Aleluia! Aleluia!! Já nasceu o nosso Salvador

  "Não tenhais medo! Eu anuncio-vos uma Boa Notícia, que será uma grande alegria para todo o povo: hoje na cidade de David, nasceu-vos um Salvador, que é o Messias, O Senhor." (Lc 2, 10-11)




Para todos vós meus amigos com quem tenho tido o privilégio de percorrer estes últimos tempos neste espaço da blogosfera e de quem tenho recebido tantas provas de carinho e amizade e também para quem passa por aqui em silêncio, quero expressar o meu agradecimento e desejar-vos e a vossos familiares um


*** SANTO e FELIZ NATAL ***

Que o Menino Deus que veio de novo ao nosso encontro para nos relembrar que está sempre presente nas nossas vidas, que nunca nos deixa sós, renove em nós a esperança, na alegria de O sabermos um Deus connosco.

***BOASFESTAS!***
Ailime