25 setembro 2016

26º Domingo do tempo Comum

«A liturgia deste domingo propõe-nos, de novo, a reflexão sobre a nossa relação com os bens deste mundo… Convida-nos a vê-los, não como algo que nos pertence de forma exclusiva, mas como dons que Deus colocou nas nossas mãos, para que os administremos e partilhemos com gratuidade e amor.».

«Jesus Cristo, sendo rico, fez-Se pobre,

para nos enriquecer na sua pobreza».

EVANGELHO – Lucas 16,19-31



 Profeta Amos 6,1a.4-7

Leitura da Profecia de Amós
Eis o que diz o Senhor omnipotente:
«Ai daqueles que vivem comodamente em Sião
e dos que se sentem tranquilos no monte da Samaria.
Deitados em leitos de marfim,
estendidos nos seus divãs,
comem os cordeiros do rebanho
e os vitelos do estábulo.
Improvisam ao som da lira
e cantam como David as suas próprias melodias.
Bebem o vinho em grandes taças
e perfumam-se com finos unguentos,
mas não os aflige a ruína de José.
Por isso, agora partirão para o exílio à frente dos deportados
e acabará esse bando de voluptuosos».



Salmo 145 (146)

Ó minha alma, louva o Senhor.

O Senhor faz justiça aos oprimidos,
dá pão aos que têm fome
e a liberdade aos cativos.

O Senhor ilumina os olhos dos cegos,
o Senhor levanta os abatidos,
o Senhor ama os justos.

O Senhor protege os peregrinos,
ampara o órfão e a viúva
e entrava o caminho aos pecadores.
O Senhor reina eternamente.

O teu Deus, ó Sião,
é Rei por todas as gerações.

Tim 6,11-16
Leitura da Primeira Epístola do apóstolo São Paulo a Timóteo
Caríssimo:
Tu, homem de Deus, pratica a justiça e a piedade,
a fé e a caridade, a perseverança e a mansidão.
Combate o bom combate da fé,
conquista a vida eterna, para a qual foste chamado
e sobre a qual fizeste tão bela profissão de fé
perante numerosas testemunhas.
Ordeno-te na presença de Deus,
que dá a vida a todas as coisas,
e de Cristo Jesus,
que deu testemunho da verdade diante de Pôncio Pilatos:
guarda este mandamento sem mancha
e acima de toda a censura,
até à aparição de Nosso Senhor Jesus Cristo,
a qual manifestará a seu tempo
o venturoso e único soberano,
Rei dos reis e Senhor dos senhores,
o único que possui a imortalidade e habita uma luz inacessível,
que nenhum homem viu nem pode ver.
A Ele a honra e o poder eterno. Amen.


“Pai dos pobres e defensor dos oprimidos, nós Te bendizemos pelos profetas que nos envias, quando deixamos os caminhos da justiça, e pela glória que reservas àqueles que os homens desprezam.
Presos nas redes de uma sociedade que produz tantos pobres, nós Te pedimos: ilumina-nos com o teu Espírito, conduz-nos nos caminhos da justiça”.



Desejo-vos um bom domingo.
Abraço-vos na paz de Cristo.
Ailime


18 setembro 2016

«Ninguém pode servir a dois senhores»

«A liturgia sugere-nos, hoje, uma reflexão sobre o lugar que o dinheiro e os outros bens materiais devem assumir na nossa vida. De acordo com a Palavra de Deus que nos é proposta, os discípulos de Jesus devem evitar que a ganância ou o desejo imoderado do lucro manipulem as suas vidas e condicionem as suas opções; em contrapartida, são convidados a procurar os valores do “Reino”».

Leituras: Am 8,4-7; Salmo 112 (113);  Lc 16,1-13; 1 Tim 2,1-8

Do Evangelho:
...«Quem é fiel nas coisas pequenas também é fiel nas grandes;
e quem é injusto nas coisas pequenas também é injusto nas grandes.
Se não fostes fiéis no que se refere ao vil dinheiro,
quem vos confiará o verdadeiro bem?
E se não fostes fiéis no bem alheio,
quem vos entregará o que é vosso?
Nenhum servo pode servir a dois senhores,
porque, ou não gosta de um deles e estima o outro,
ou se dedica a um e despreza o outro.
Não podeis servir a Deus e ao dinheiro».
 Am 8,4-7
Leitura da Profecia de Amós
Escutai bem, vós que espezinhais o pobre
e quereis eliminar os humildes da terra.
Vós dizeis:
«Quando passará a lua nova,
para podermos vender o nosso grão?
Quando chegará o fim de sábado,
para podermos abrir os celeiros de trigo?
Faremos a medida mais pequena,
aumentaremos o preço,
arranjaremos balanças falsas.
Compraremos os necessitados por dinheiro
e os indigentes por um par de sandálias.
Venderemos até as cascas do nosso trigo».
Mas o Senhor jurou pela glória de Jacob:
«Nunca esquecerei nenhuma das suas obras».


 Salmo 112 (113)

Louvai o Senhor, que levanta os fracos.
Louvai, servos do Senhor,
louvai o nome do Senhor.
Bendito seja o nome do Senhor,
agora e para sempre.

O Senhor domina sobre todos os povos,
a sua glória está acima dos céus.
Quem se compara ao Senhor nosso Deus, 
que tem o seu trono nas alturas
e Se inclina lá do alto a olhar o céu e a terra.

Levanta do pó o indigente
e tira o pobre da miséria,
para o fazer sentar com os grandes,
com os grandes do seu povo.
 Epístola do apóstolo São Paulo a Timóteo
«Caríssimo:
Recomendo, antes de tudo,
que se façam preces, orações, súplicas e acções de graças
por todos os homens, pelos reis e por todas as autoridades,
para que possamos levar uma vida tranquila e pacífica,
com toda a piedade e dignidade.
Isto é bom e agradável aos olhos de Deus, nosso Salvador;
Ele quer que todos os homens se salvem
e cheguem ao conhecimento da verdade.
Há um só Deus
e um só mediador entre Deus e os homens,
o homem Jesus Cristo,
que Se entregou à morte pela redenção de todos.
Tal é o testemunho que foi dado a seu tempo
e do qual fui constituído arauto e apóstolo
– digo a verdade, não minto –
mestre dos gentios na fé e na verdade.
Quero, portanto, que os homens rezem em toda a parte,
erguendo para o Céu as mãos santas,
sem ira nem contenda».


Que a oração esteja sempre presente no coração de todos para glorificar o Senhor que a todos ama e quer salvar.

Desejo-vos um bom domingo.
O meu abraço na paz de Cristo.
Ailime

16 setembro 2016

Salmo 66

(Salmo de agradecimento)


Aclamai a Deus, terra inteira,
cantai a glória do seu nome,
Rendei-lhe glória em cântico de louvor.

Dizei a Deus: São admiráveis as tuas obras!
Pela grandeza da tua força se submeterão a ti os teus inimigos.
Toda a terra te adora e canta louvores;
Entoa hinos ao teu nome.

Vinde e vede as obras de Deus;
as obras admiráveis que Ele fez diante dos homens.
Converteu o mar em terra firme;
e puderam atravessar a pé enxuto;
Por isso nos regozijamos nele.
Ele impera pelo seu poder para sempre;
Os seus olhos estão de vigia sobre as nações;
Não se exaltem os rebeldes.

Bendizei, ó povos, a nosso Deus;
fazei que se ouça a voz do seu louvor;
foi Ele que salvou a nossa vida
e não permitiu que os nossos pés resvalassem.

Ó Deus tu nos puseste à prova;
e nos purificaste como se faz com a prata.
Fizeste-nos cair na armadilha;
pesada carga puseste sobre as nossas costas.
Fizeste que os homens cavalgassem sobre as nossas cabeças;
passámos pelo fogo e pela água,
mas nos trouxeste para a abundância.

Entrarei na tua casa com holocaustos,
e cumprirei as promessas que te fiz,
as quais os meus lábios proferiram,
quando eu estava na angústia.
Oferecer-te-ei holocaustos de reses gordas,
farei sacrifícios de carneiros, novilhos e cabritos.

Vinde, ouvi, vós todos os que temeis a Deus,
vou narrar-vos o que Ele fez por mim.
A ele clamei com a minha boca,
E o seu louvor andava já na minha língua.
Se a maldade estivesse no meu coração:
o  Senhor não me teria escutado.
Mas Deus ouviu-me
e atendeu o clamor da minha súplica.

Bendito seja Deus,
que não rejeitou a minha oração,
nem me retirou a sua misericórdia

Fonte: Bíblia Sagrada

13 setembro 2016

Finalmente!

Finalmente como num conto de fadas!

Já  passaram mais de quinze dias sobre a data em que uma  querida Amiga vinda do outro lado do Atlântico chegou ao Aeroporto de Lisboa, para visitar Portugal e conhecer algumas amigas blogueiras. Foi com muita emoção e ansiedade que esse dia chegou e eis  que depois  de alguma espera a nossa amiga finalmente desembarcou em Lisboa, em finais de Agosto.  Todos já sabem de quem se trata mas antes de revelar o seu nome não posso deixar de vos falar de uma outra amiga, que conheci pessoalmente nesse mesmo dia, umas horas antes. Natália do Blogue Estrelinha Só tinha-me contactado para esperarmos juntas a nossa amiga e assim aconteceu.


Conhecer a Natália foi um privilégio pois trata-se de um pessoa extraordinária dotada de um personalidade forte, comunicativa e muito bem disposta. Uma autêntica Guerreira, que passei a admirar ainda mais. O seu marido é também um senhor excepcional que admirei muito pela sua natural simpatia. Ele e o meu marido conversaram  imenso como se  se conhecessem desde sempre.
(Aqui no Aeroporto enquanto aguardávamos a nossa amiga).

 O momento tardava, mas finalmente  eis que surge ali bem pertinho de nós a querida Amiga Rosélia!

Nem de propósito: desejo concretizado!
Era tal a emoção que a foto ficou tremida (desculpe, Rosélia)

  Sim, era Rosélia  do Blogue Espiritual Idade a amiga que ansiosamente aguardávamos. Seria possível? Um momento surreal. Ali estava ela diante de nós sorridente, muito emocionada assim como nós.

Olhem o nosso abraço e alegria.

Sentámo-nos para tomar café (o meu marido e o de Natália acompanharam-nos) e foi um momento muito lindo. Conversámos bastante e trocámos presentes.  Rosélia  entre outros mimos ofereceu-me o  seu Livro Reminiscências Biográficas de Uma Religiosa Missionária,


Depois seguiram-se alguns passeios nos arredores de Lisboa  ainda nesse mesmo dia, entre outros que pudemos desfrutar juntas.
Combinámos um almoço para o dia seguinte e Natália e o seu marido juntaram-se a nós. Foi uma tarde maravilhosa.
 No meio sempre de muita emoção conversámos, rimos, partilhámos histórias de vida com lágrimas à mistura, como se fossemos todos amigos de longa data. Foram momentos inesquecíveis que  guardarei para sempre no meu coração.


Mais tarde tive o prazer de conhecer  outra pessoa extraordinária, Xunandinha, do Blogue   Conversas, ideias, trocas de quem também fiquei amiga e  que Rosélia já conhecia há alguns anos.
.

Esta não foi a minha primeira experiência em encontros com amigas blogueiras.  No ano passado tive o honroso prazer de conhecer Anete  e seu esposo a que se nos juntaram no dia seguinte Paula e Xico Almeida do Blogue dos Forninhenses.


Sobre Rosélia só posso dizer  que adorei conhecê-la e privar com ela. É um ser humano fabuloso dotado de uma personalidade  incrível de que destaco a  coragem, a generosidade, o carisma, resiliência, humildade e gratidão.  Uma amiga com muita fé  que se emocionava a cada momento com o que ia observando e conhecendo.  


Muito aprendi com esta Amiga durante os momentos em que lado a lado percorremos a pé alguns lugares.
Através de Rosélia pude conhecer pessoas maravilhosas como atrás referi.


O tempo passou rápido e na passada sexta feira foi a hora do regresso.



 No Aeroporto despedimo-nos com um forte abraço .

A amizade ficou reforçada!

Até breve, Amiga!
Até sempre, Amigas!
«O amigo ama em todos os momentos; é um irmão na adversidade». 
(Provérbios 17:17)»