27 dezembro 2011

Ao encontro da Luz


No meu país, em todos os países, em todos os locais do mundo, há muita gente que sofre, há crianças com fome, há pessoas doentes e abandonadas, violência, muitas injustiças e, muitas vezes, sentimo-nos impotentes para ajudar e sem soluções imediatas.
O Sr. Cardeal Patriarca de Lisboa, D. José Policarpo, na sua mensagem de Natal dirigida aos portugueses disse a certa altura da sua tão brilhante e solidária mensagem, referindo-se à grave crise que atravessamos:

“E se nesta noite de Natal, no Seu nascimento na pobreza e simplicidade de uma gruta, Jesus nos falasse, o que nos diria? Convidar-nos-ia a escutá-Lo no Sermão da Montanha:

«Felizes os que estão aflitos, porque serão consolados;
felizes os que têm fome e sede de justiça, porque serão saciados;
felizes os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia;
felizes os construtores da paz, porque serão chamados filhos de Deus” (cf. Mt. 5,5-7).»”

Celebrámos o Natal do Senhor que veio de novo ao nosso encontro para alegrar os nossos corações, para renovar em nós a esperança de caminharmos com confiança, porque Ele nunca nos abandona!
Com Maria aprendamos a caminhar com serenidade na alegria do silêncio, com a certeza de rumarmos ao encontro da Luz, que renova em nós esta sede do encontro com Jesus e de O sabermos Deus connosco, que não falta a quem n'Ele crê.

Ailime
27.12.2011
Imagem da Net

22 dezembro 2011

Feliz Natal!


Recados para Orkut


Para os meus Amigos e suas Famílias e também para quem passa em silêncio desejo um Santo e Feliz Natal.


Beijinhos com amizade e carinho.
Grata pelas vossas visitas.
Ailime
Natal/2011
Imagens da Net

18 dezembro 2011

4º Domingo de Advento

Celebramos hoje o 4º Domingo do Advento e acendi a minha quarta vela.

A vinda do Senhor está próxima!

Ele que foi enviado por Deus com a missão de nos libertar e salvar oferecendo-nos um mundo novo, uma vida nova, livre de angústias e de qualquer tipo de escravidão, onde todos os povos possam ter direito a viver com dignidade.

«Desça o orvalho do alto dos Céus
e as nuvens chovam o Justo.
Abra-se a terra e germine o Salvador».
(Isaías: 45, 8)»

e continua assim um cântico inspirado neste versículo de Isaías que os grupos corais da minha Paróquia entoam de uma forma sublime e que partilho com todos vós :

«Ó nuvens, chovei do alto, que apareça a salvação,
Que Deus nos traz escondida na bruma do coração.
Abra-se a terra e germine, em fecunda virgindade,
O Salvador prometido para toda a humanidade.
Eis que está perto de nós e já se sente pulsar
O coração do Senhor, que vem connosco morar.»


Agora que se aproxima o Natal do Senhor peço-Lhe que me ajude a acolhê-Lo de coração sincero, com confiança e humildade, para que renasça em mim uma vida nova, em que a concórdia e o amor sejam realidades concretas do meu dia-a-dia.
 No mundo de hoje em que as relações humanas são cada vez mais frias e distantes, onde a espiritualidade anda afastada de muitos de nós, que eu O saiba merecer e ao jeito de Maria aceite a Sua vontade.
Celebremos com júbilo a vinda de Jesus e partilhemos com os irmãos, que ainda não O conhecem, que Deus é Amor e que com Ele em nós poderemos desfrutar de uma vida diferente, uma vida com sentido, onde a Justiça, o Amor e a Paz têm lugar.

Ailime
18.12.2011
Imagem cedida  pela Net

15 dezembro 2011

Vem, Senhor Jesus

Vem, Senhor Jesus, Deus amor, o Amor feito carne no seio da Virgem. Vem do Alto, da Trindade, a mansão do amor, a Família trinitária, para nos ensinar a amar sempre e a todos, para ensinar a esquecer dores e feridas do nosso orgulho e egoísmo, do ciúme e da inveja. Vem ensinar-nos a amar ao teu jeito divino. Vem sem demora, pois precisamos de Ti, Mestre do Amor, Deus Amor, para que este pobre mundo viva mais em unidade, em comunhão, em paz, em alegria, em vida fraterna e amiga. Vem, ó Amor, vem sem demora, tocar e transformar nossos corações e nossos seres, para amarmos sempre, amarmos mais, não desistirmos de amar. Vem, Verbo do Pai, Deus Amor, fazer da Tua Igreja comunhão trinitária, fazer de cada família verdadeira igreja doméstica
...
Vêm, ó Deus Amor, fazer desta terra um pedacinho do Céu, fazer de nós um só coração e uma só alma.
...
Oh, vem sem demora, Divino Amor, para seres tudo em todos e vivermos a alegria da comunhão!

Ailime
15.12.2011

Imagem da Net
Fonte: Livro - Vem aí o Amor
Advento e Natal de Dário Pedroso, S.J.

11 dezembro 2011

3º Domingo do Advento


Hoje acendi a minha terceira vela de Advento!
Que ela ilumine de Esperança o meu coração, assim como de todos os meus familiares e amigos. Com alegria continuemos a nossa caminhada em oração constante para acolher  o nosso Salvador que está prestes a nascer de novo, simples, humilde, para vir ao nosso encontro para nos relembrar o quanto quer estar junto de nós, o quanto quer a união da humanidade, o quanto quer que com Ele encontremos a PAZ e a transmitamos aos outros!


Isaías 61,10-11
Como a terra faz brotar os germes
e o jardim germinar as sementes,
assim o Senhor Deus fará brotar a justiça e o louvor
diante de todas as nações.


Do Evangelho de S. João 1,6-8.19-28
«Apareceu um homem enviado por Deus, chamado João.
Veio como testemunha, para dar testemunho da luz,
a fim de que todos acreditassem por meio dele.
Ele não era a luz,
mas veio para dar testemunho da luz.
Foi este o testemunho de João,
quando os judeus lhe enviaram, de Jerusalém,
sacerdotes e levitas, para lhe perguntarem:
«Quem és tu?»
Ele confessou a verdade e não negou;
ele confessou:
«Eu não sou o Messias».
Eles perguntaram-lhe: «Então, quem és tu? És Elias?»
«Não sou», respondeu ele.
«És o Profeta?». Ele respondeu: «Não».
Disseram-lhe então: «Quem és tu?
Para podermos dar uma resposta àqueles que nos enviaram,
que dizes de ti mesmo?»
Ele declarou: «Eu sou a voz do que clama no deserto:
‘Endireitai o caminho do Senhor’,
como disse o profeta Isaías».
Entre os enviados havia fariseus que lhe perguntaram:
«Então, porque baptizas,
se não és o Messias, nem Elias, nem o Profeta?»
João respondeu-lhes:
«Eu baptizo em água,
mas no meio de vós está Alguém que não conheceis:
Aquele que vem depois de mim,
a quem eu não sou digno de desatar a correia das sandálias».
Tudo isto se passou em Betânia, além Jordão,
onde João estava a baptizar.»
Peço ao Senhor que neste Advento o Espírito Santo me ilumine e fortifique, de modo a que possa dar um testemunho alegre de Jesus levando a esperança da Sua Ressurreição junto dos que vivem mais sós, abandonados e doentes.


Ailime
11.12.2011
Imagens da Net

08 dezembro 2011

Dia da Imaculada Conceição - 08.12.2011

Hoje, a Igreja celebra o Dia da Imaculada Conceição, também Padroeira de Portugal.


Anunciaçao do Anjo S. Gabriel
Do: Evangelho de de S. Lucas 1, 26-38
«O Anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galileia chamada Nazaré,
a uma Virgem desposada com um homem chamado José,
que era descendente de David.
O nome da Virgem era Maria. Tendo entrado onde ela estava, disse o Anjo:
«Ave, cheia de graça, o Senhor está contigo».
Ela ficou perturbada com estas palavras e pensava que saudação seria aquela.
Disse-lhe o Anjo:
«Não temas, Maria,
porque encontraste graça diante de Deus.
Conceberás e darás à luz um Filho,
a quem porás o nome de Jesus.
Ele será grande e chamar-Se-á Filho do Altíssimo.
O Senhor Deus Lhe dará o trono de seu pai David;
reinará eternamente sobre a casa de Jacob
e o seu reinado não terá fim».
..........
«O Espírito Santo virá sobre ti
e a força do Altíssimo te cobrirá com a sua sombra.
Por isso o Santo que vai nascer será chamado Filho de Deus.
..........
Maria disse então:
«Eis a escrava do Senhor;
faça-se em mim segundo a tua palavra».


Glorifiquemos a Vírgem Santíssima, Santa Mãe de Deus:


Virgem Maria, Santa Mãe de Deus
 Magnificat

«A minha alma glorifica o Senhor
E o meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador.
Porque pôs os olhos na humildade da sua Serva:
de hoje em diante me chamarão bem aventurada, todas as gerações.
O Todo-Poderoso fez em mim maravilhas:
Santo é o seu nome.
A sua misericórdia se estende de geração em geração
Sobre aqueles que o temem.
Manifestou o poder do seu braço
E dispersou os soberbos.
Derrubou os poderosos de seus tronos
E exaltou os humildes.
Aos famintos encheu de bens
aos ricos despediu de mãos vazias.
Acolheu a Israel, seu servo,
Lembrado da sua misericórdia,
Como tinha prometido a nossos pais,
A Abraão e à sua descendência para sempre
Glória ao Pai e ao Filho E ao Espírito Santo,
como era no princípio, Agora e sempre.
Ámen.»

Como Maria aprendamos a caminhar com confiança e discernimento abrindo os nossos corações aos projectos que Deus tem para cada um de nós aceitando com benevolência os Seus desígnios.
Por Sua intercessão junto de seu Filho Jesus peço a Sua clemência para com todos os que se encontram doentes, sós, abandonados, por todas as mães cujos corações se encontrem atribulados e por todos os que de alguma forma sofram de qualquer espécie de injustiça ou aflição.
Que Nossa Senhora da Conceição a todos ajude e proteja.
Ámen.

Ailime
08.12.2011
Imagens da Net

04 dezembro 2011

2º Domingo do Advento

Na Palavra  que é celebrada neste 2º Domingo de Advento somos convidados a preparar o Caminho do Senhor para que nos deixemos transformar interiormente pelo baptismo que nos é anunciado por S. João Baptista.
Mas, já em Isaías 40-5.9-11 vivemos a esperança de uma nova vida na expectativa de um Deus Amor que virá e que consolará seu povo.

«Consolai, consolai o meu povo, diz o vosso Deus.
Falai ao coração de Jerusalém e dizei-lhe em alta voz
que terminaram os seus trabalhos
e está perdoada a sua culpa,
porque recebeu da mão do Senhor
duplo castigo por todos os seus pecados.
Uma voz clama:
«Preparai no deserto o caminho do Senhor,
abri na estepe uma estrada para o nosso Deus.
Sejam alteados todos os vales
e abatidos os montes e as colinas;
endireitem-se os caminhos tortuosos
e aplanem-se as veredas escarpadas.
Então se manifestará a glória do Senhor
e todo o homem verá a sua magnificência,
porque a boca do Senhor falou».
Sobe ao alto dum monte, arauto de Sião!
Grita com voz forte, arauto de Jerusalém!
Levanta sem temor a tua voz e diz às cidades de Judá:
«Eis o vosso Deus.
O Senhor Deus vem com poder,
o seu braço dominará.
Com Ele vem o seu prémio,
precede-O a sua recompensa.
Como um pastor apascentará o seu rebanho
e reunirá os animais dispersos;
tomará os cordeiros em seus braços,
conduzirá as ovelhas ao seu descanso».

Salmo 84 (85)

Mostrai-nos o vosso amor e dai-nos a vossa salvação.

Escutemos o que diz o Senhor:

Deus fala de paz ao seu povo e aos seus fiéis.
A sua salvação está perto dos que O temem
A a sua glória habitará na nossa terra.

Encontraram-se a misericórdia e a fidelidade,
abraçaram-se a paz e a justiça.
A fidelidade vai germinar da terra
e a justiça descerá do Céu.

O Senhor dará ainda o que é bom
e a nossa terra produzirá os seus frutos.
A justiça caminhará à sua frente
e a paz seguirá os seus passos.


Evangelho de S. Marcos ( Mc 1,1-8)

Uma voz clama no deserto:

‘Preparai o caminho do Senhor,
endireitai as suas veredas’».
Apareceu João Baptista no deserto
a proclamar um baptismo de penitência
para remissão dos pecados.
Acorria a ele toda a gente da região da Judeia
e todos os habitantes de Jerusalém
e eram baptizados por ele no rio Jordão,
confessando os seus pecados.
João vestia-se de pêlos de camelo,
com um cinto de cabedal em volta dos rins,
e alimentava-se de gafanhotos e mel silvestre.
E, na sua pregação, dizia:
«Vai chegar depois de mim quem é mais forte do que eu,
diante do qual eu não sou digno de me inclinar
para desatar as correias das suas sandálias.
Eu baptizo-vos na água,
mas Ele baptizar-vos-á no Espírito Santo».

Vem, Senhor, Jesus, Salvador e Redendor, vem remir a humanidade, vem salvar o Teu Povo, vem abrir os corações ao dom da graça, da redenção. Vem para nos ajudar à caminhada de conversão e de santidade para sermos santos como Tu és santo, para vivermos a Tua vida divina. Vem não tardes, Ó Salvador o Mundo, Ó Bom pastor que dás a vida pelo rebanho, Ó Bom Semaritano que curas as nossas feridas.

Vem, esperamos por Ti, precisamos de Ti. Vem, Senhor,  não tardes!

Fontes:  Liturgia Diária.
Ailime
04.12.2011
Imgens da Net

03 dezembro 2011

AS GRANDES FIGURAS DO ADVENTO - 4

Vamos agora olhar para a Virgem Maria como a Grande Figura do Advento e modelo do que deve ser a nossa vida e a nossa oração, o nosso coração e a nossa esperança no tempo de Advento.

Nossa Senhora e o Menino

4 - MARIA - A GRANDE FIGURA DO ADVENTO

Desde o momento da Anunciação, quando o Anjo A convida para aceitar ser Mãe do Verbo encarnado, do Messias, do Salvador, de Jesus, Maria viveu intensamente esse tempo com uma Fé, uma vida interior, uma comunhão com Deus, uma certeza e uma esperança que não se podem imaginar nem imitar. Ela é a única no amor e na fé, na esperança e na oração.

Ela é a Cheia de Graça mergulhada na Trindade, como Filha de Deus, Mãe de Jesus e Esposa de Deus Espírito. E nessa graça e intimidade não há lugar para o pecado, para a rebeldia própria dos filhos de Eva. Só há fidelidade, radicalidade de entrega e de amor. Só há adesão firme a Deus e à sua vontade.

Ela é sol sem nuvens, flor sempre viçosa. Ela nunca atraiçoou o projecto e os pedidos de Deus.

Maria conhecia a Palava dos Profetas, era assídua na meditação da Escritura. Por isso viveu este tempo vendo a sua vida e a sua missão, vendo a vida e a missão de seu Filho como matizes que o Antigo Testamento Lhe indicava. Daí ser ainda maior a sua fé, a sua adesão interior, pois as profecias falavam do Filho e falavam d'Ela: «uma Virgem conceberá e dará à luz um filho, a quem chamarão de Emanuel (Deus connosco)...».

Nela, pelo desígnio amoroso de Deus e pela sua colaboração e fidelidade, vão cumprir-se as professias acerca do Messias. Aquele que multidões de homens ao longo de milhares de anos, esperaram, já está dentro do seu ventre sagrado.
Aquele que Ela está a gerar e dará á luz no presépio, Aquele que amamentará, que apresentará no Templo, que ajudará a crescer, com quem viverá em Nazaré, Aquele que Ela há-de oferecer, de pé junto à Cruz.
Mesmo se Maria, a Virgem de Nazaré não soubesse tudo quanto iria acontecer, sabia a grande graça, o grande dom: no seu ventre estava a ser gerado o Verbo do Pai. Ela ia ser Mãe do Messias, do Salvador.
Embuída nesta ceteza, Maria reza, aguarda, reflecte, espera com um amor nigualável, com uma alegria única, com uma fé firme. E enquanto o Menino vai crescendo dentro de Si, vive ora e ama com radicalidade de entrega, com o coração repassado de ternura, que a faz viver em júbilo.

Com Maria e como Maria, podemos e devemos viver o nosso Advento. Ele vem aí. Ele vai nascer. Ele está para chegar. Preparemo-nos com muita esperança, muita caridade, com muitas boas obras de amor, caridade, de verdade e justiça. Façamos presépio dentro de nós. Que bonita vai ser a Festa!!!

Fonte - Livro: Vem aí o Amor – Advento e Natal
Autor: Dário Pedroso, s.j.
Ailime
03.12.2011
Imagem da Net

02 dezembro 2011

AS GRANDES FIGURAS DO ADVENTO - 3

A terceira grande figura do Advento é sem dúvida S. José que pelo seu eloquente silêncio nos leva a considerá-lo uma personagem maravilhosa neste tempo de meditação e preparação para melhor acolhermos o Menino Deus.

S. José e o Menino
3 - S. José

Escolhido com a missão de ser o esposo da Virgem Maria e, portanto, o pai adoptivo de Jesus, o Verbo do Pai feito carne, S. José, apesar de não entender muitas coisas aceita com coragem e audácia a sua vocação e missão. E não é pequena a missão de ser esposo da Virgem e cuidar, como pai, do próprio Filho de Deus. Que admirável vocação.

Na trajectória destes insondáveis desígnios, José sabe aceitar com amor e total disponibilidade o querer divino.

Aceita a palavra do anjo, ouvida num sonho, e toma Maria para sua Esposa. É ele que a vai acompanhar nos meses de gestação de Jesus, e que a acompanha até Belém, onde a Virgem dará à luz no presépio. Tudo feito com muito amor e respeito na aceitação dos planos divinos.
S. José segundo o Evangelho de Mateus é convidado a fugir para o Egipto com o Menino e a Mãe, para salvar a criança do ódio de Herodes. Depois voltará para Nazaré e é com Ele que Jesus aprende a profissão. Não é por acaso que Lhe chamam o «filho do carpinteiro».

Com José temos muitas lições a aprender que nos ajudarão a viver o Advento: silêncio e recolhimento que nos centra em Deus e nos seus mistérios; adesão total á vontade divina mesmo quando não entende e os caminhos são complicados e difíceis; amor a Maria e a Jesus que lhe enchem o coração de ternura e de carinho; preparação de tudo o que era necessário para bem acolher o nascimento do Verbo do Pai.

Com S. José preparemos o Natal, vivendo um bom Advento em oração e na plena adesão á vontade de Deus, que exige a conversão do coração e da vida.

Continua...

Finalizarei com MARIA, a Grande Figura do Advento.

Fonte - Livro: Vem aí o Amor – Advento e Natal
Autor: Dário Pedroso, S. J.
Ailime
Imagem da Net
02.12.2011

01 dezembro 2011

AS GRANDES FIGURAS DO ADVENTO - 2

A segunda Grande Figura Bíblica do Advento é S. João Baptista, o último profeta, precursor do Messias, que veio pouco tempo antes para falar d'Ele e preparar a Sua vinda.


S. João Baptista

2 - S. João Baptista 

Filho de S. Isabel que era estéril e de Zacarias (sacerdote do Templo) avançados em idade foram abençoados por Deus tendo Isabel dado à Luz aquele que viria para preparar os caminhos do Senhor.

S. João Baptista pregou e realizou um baptismo de penitência para o povo se preparar para acolher Aquele  que baptizará pela água e pelo Espírito. Ele terá a graça de baptizar, no Rio Jordão, o autor do próprio baptismo e ver descer sobre Ele o Espírito Santo, em forma de pomba, e ouvirá o Pai dizer:

«Este é o meu Filho muito amado, em quem pus toda a minha complacência».

S. João Baptista, mártir,  deu a vida por Jesus, pela Verdade, por acusar Herodes de adultério. A cabeça de S. João Baptista, cortada por causa do seu amor à santidade e à virtude é por si mesma um verdadeiro testemunho do seu amor e entrega ao Senhor.

Com João Baptista somos convidados a abrir o coração e a vida ao Messias que vem. Somos também convidados à oração, à penitência, à vida mais austera para que nos tornemos mais humildes e acolhamos Jesus. Com S. João vamos falar de Jesus aos outros, falar de Advento e  Natal, para que mais pessoas acolham O Senhor que vem.

Continua...

A próxima grande figura do Advento será S. José.
Fonte - Livro: Vem aí o Amor – Advento e Natal
Autor: Dário Pedroso, S. J.
Ailime
Imagem da Net
01.12.2011

30 novembro 2011

AS GRANDES FIGURAS DO ADVENTO - 1

Vamos preparar o Advento na expectativa do Senhor que vem lembrando algumas das grandes figuras bíblicas que nos ajudarão a viver melhor o Advento e a preparar o Natal.

O profeta Isaías (Miguel Ângelo)

  1 - Profeta Isaías

«É sem dúvida o grande profeta do Advento, tanto pelo seu anúncio do reino que há-de chegar, como pelas profecias relativas ao Messias e a sua Mãe. É o profeta mais lido nos textos litúrgicos durante o Advento.

Ao anunciar que Deus vem salvar-nos, convida-nos à alegria com estas palavras:

«Alegrem-se o deserto e o descampado, rejubile e floresça a terra árida, cubra-se de flores como o narciso, exulte com brados de alegria» (35,1-2).

E, um pouco mais adiante, afirma: «Dizei aos corações perturbados:

”Tende coragem, não temais. Aí está o vosso Deus, que vem para fazer justiça e dar a recompensa”» (35,4).

Profeta da alegria messiânica, do anúncio que nos traz consolação, paz e exultação.

O mesmo profeta diz, no capítulo 7:

«O próprio Senhor vos dará um sinal: a virgem conceberá e dará à luz um filho e o seu nome será Emanuel» (v.14).

E na liturgia da noite santa de Natal, o profeta Isaías nos dirá que o Messias, Aquele que há-de vir:

«Tem o poder sobre os ombros, será chamado “Conselheiro admirável, Deus forte, Pai eterno, Príncipe da Paz”» (9,5).

O profeta, em muitos textos, convida-nos a abrir o coração, a mente, para com alegria, acolher o Libertador, o Messias, Aquele que vem para remir e libertar. Lendo Isaías ficamos mais preparados para os grandes acontecimentos do Advento e Natal.

(Continua…)

A próxima grande figura do Advento será S. João Baptista.

Fonte - Livro: Vem aí o Amor – Advento e Natal
Autor: Dário Pedroso, S. J.
Ailime
30.11.2011
Imagem da Net

27 novembro 2011

1º Domingo de Advento

“Olhai, Vigiai E Orai”. (Marcos 13.33)

Advento tempo de vigilância, de oração, de conversão. Tempo de alegria e esperança na expectativa da vinda do Senhor, Deus encarnado, que vem e virá e nos convida para que em cada dia saibamos caminhar na solidariedade e na partilha.

«No silêncio de Deus, enquanto esperamos a Sua manifestação gloriosa através da encarnação, deixemo-nos moldar por Ele, reconhecendo e aceitando que somos todos obras das Suas mãos e com Ele queremos fazer Comunhão».
Do Livro de Isaías (Is 63,16b-17.19b; 64,2b-7)
«Vós, Senhor, sois nosso Pai
e nosso Redentor, desde sempre, é o vosso nome.
Porque nos deixais, Senhor, desviar dos vossos caminhos
e endurecer o nosso coração, para que não Vos tema?
Voltai, por amor dos vossos servos
e das tribos da vossa herança.
Oh, se rasgásseis os céus e descêsseis!
Ante a vossa face estremeceriam os montes!
Mas Vós descestes
e perante a vossa face estremeceram os montes.
Nunca os ouvidos escutaram, nem os olhos viram
que um Deus, além de Vós,
fizesse tanto em favor dos que n’Ele esperam.
Vós saís ao encontro dos que praticam a justiça
e recordam os vossos caminhos.
Estais indignado contra nós,
porque pecámos e há muito que somos rebeldes,
mas seremos salvos.
Éramos todos como um ser impuro,
as nossas acções justas eram todas como veste imunda.
Todos nós caímos como folhas secas,
as nossas faltas nos levavam como o vento.
Ninguém invocava o vosso nome,
ninguém se levantava para se apoiar em Vós,
porque nos tínheis escondido o vosso rosto
e nos deixáveis à mercê das nossas faltas.
Vós, porém, Senhor, sois nosso Pai
e nós o barro de que sois o Oleiro;
somos todos obra das vossas mãos.»
Salmo 79 (80 )
Senhor, nosso Deus, fazei-nos voltar;
mostrai-nos o vosso rosto e seremos salvos.
Pastor de Israel, escutai,
Vós que estais sentado sobre os Querubins, aparecei.
Despertai o vosso poder
e vinde em nosso auxílio.

Deus dos Exércitos, vinde de novo,
olhai dos céus e vede, visitai esta vinha.
Protegei a cepa que a vossa mão direita plantou,
o rebento que fortalecestes para Vós.

Estendei a mão sobre o homem que escolhestes,
sobre o filho do homem que para Vós criastes;
e não mais nos apartaremos de Vós:
fazei-nos viver e invocaremos o vosso nome.



Vem Senhor Jesus, vem depressa encher de Esperança os corações de todo este povo, o povo que tanto amas e que ainda não compreendeu a dimensão do Teu Amor misericordioso.



Ailime
27.11.2011
Fonte: Liturgia Diária
Imagens da Net

25 novembro 2011

25º Dia de Oração e Reflexão pelas Almas do Purgatório - Nov/2011

Do Salmo 88 (87),3
«Chegue até vós, Senhor, a minha oração, inclinai o ouvido ao meu clamor


Do Livro da Sabedoria (Sb 2,23-3,9)
Deus Criou o homem para ser incorruptível e fê-lo à imagem da sua própria natureza. Foi pela inveja do Diabo que a morte entrou no mundo, e experimentam-na aqueles que lhe pertencem. Mas as almas dos justos estão na mão de Deus e nenhum tormento os atingirá. Aos olhos dos insensatos parecem ter morrido; a sua saída deste mundo foi considerada uma desgraça e a sua partida do meio de nós um aniquilamento, mas eles estão em paz. Aos olhos dos homens eles sofreram um castigo, mas a sua esperança estava cheia de imortalidade. Depois de leve pena, terão grandes benefícios, porque Deus os pôs à prova e os achou dignos de Si. Experimentou-os como ouro no crisol e aceitou-os como sacrifício de holocausto. No tempo da recompensa hão-de resplandecer, correndo como centelhas através da palha. Hão-de governar as nações e dominar os povos e o Senhor reinará sobre eles eternamente. Os que n’Ele confiam compreenderão a verdade e os que Lhe são fiéis permanecerão com Ele no amor, pois a graça e a fidelidade são para os seus santos e a sua vinda será benéfica para os seus eleitos
 Salmo 103 (102)
A salvação dos justos vem do Senhor

O Senhor é clemente e compassivo,
paciente e cheio de bondade.
Não nos tratou
segundo os nossos pecados
nem nos castigou segundo as nossas culpas.
Como um Pai
se compadece de seus filhos,
assim o Senhor se compadece
dos que O temem.
Ele sabe do que fomos formados
e não se esquece que somos pó da terra.
Os dias do homem são como o feno:
ele desabrocha como a flor do campo;
mal sopra o vento desaparece
e não mais se conhece o lugar.
A bondade do Senhor
permanece eternamente
sobre aqueles que O temem
e a Sua justiça
sobre os filhos dos Seus filhos,
sobre aqueles que guardam a Sua aliança
e se lembram de cumprir
os Seus preceitos.

Ó Deus, que concedeis o perdão dos pecados e quereis a salvação dos homens, imploramos vossa clemência para que, pela intercessão da Bem-aventurada Virgem Maria e de todos os santos, façais que cheguem a participar da eterna bem-aventurança todos os nossos irmãos, parentes e amigos que passaram desta vida para outra, por Cristo, Nosso Senhor. Amén!

Amigas,
Esta foi a minha última participação nesta Caminhada, pelo que agradeço a todas vós o privilégio de ter podido caminhar convosco e o muito que me ajudaram no entendimento deste mistério das Almas do Purgatório. O meu bem-haja pela generosidade dos vossos comentários. Agradeço também a outros amigos que nos acompanharam e a quem porventura tenha passado em silêncio.

Agora que nos aproximamos do Advento continuemos a orar para prepararmos o nosso coração para a vinda do Senhor.


Amanhã será a nossa amiga Maria Luiza do Blog Alfa & Ómega a partilhar connosco a sua reflexão/oração.

Ailime
25.11.2011
Imagens da net
 

20 novembro 2011

NOSSO SENHOR JESUS CRISTO, REI DO UNIVERSO

Jesus e o Bom Ladrão
Louvo-Te, Senhor,
Porque escolheste como reino uma montanha
E  no alto dessa montanha
Como trono uma cruz.

Do alto desse trono,
Que não era dourado
Mas um simples madeiro,
Tu carregaste por amor
O peso dos meus pecados
E de toda a humanidade.

Louvo-te, Senhor,
Porque me deixaste o exemplo
Do que é ser rei:
- na Humildade
- na Entrega,
- no Despojamento,
- no Perdão.


Louvo-Te, Senhor,
Porque pela Tua Ressurreição
Me abriste o caminho
Que leva à Eternidade.


Peço-te Senhor que, na minha pequenez, nas minhas fragilidades de ser humano que sou, me ajudes a caminhar sempre Contigo a meu lado, dando-me forças para que dentro das minhas limitações possa ajudar a construir o Teu Reino.

Ailime
(Reposição de 21.11.2010)

20.11.2011
Imagens da Net
 

17 novembro 2011

Palavras de vida

Colocai candeeiros nas paredes das
noites. Onde houver fogueiras,
colocai mananciais. Onde se  forjarem
espadas, plantai rosais.
Transformai em jardins os campos
de batalha. Abri sulcos e semeai
amor. Plantai bandeiras de liberdade
na pátria da Pobreza.
E anunciais que está prestes a chegar a 
era do Amor, da Alegria e da Paz.

Ignacio Larrañaga

O Sentido da Vida
(edições Paulinas)
Ailime
17.11.2011

14 novembro 2011

2ª Caminhada de Oração pelas Almas do Purgatório - Nov./2011

«As coisas visíveis são passageiras;
As invisíveis são eternas.» 2Cor 4,18


Continuo a caminhar com todos vós neste mês de Novembro reflectindo e orando pelas Almas do Purgatório: tendo Jesus e Maria como guias invoco o Espírito Santo para que me ilumine na minha partilha.

«Quem são e de onde vieram?» (Ap 7,13)

Numa linguagem muito bela, o Anjo do Apocalipse responde a esta pergunta:

«São os que vêm da grande tribulação; lavaram as suas túnicas e as branquearam no sangue do Cordeiro. Por isso estão diante do trono de Deus e servem-no, noite e dia, no Seu Santuário e o que está à sua direita abrigá-los á na sua tenda.

Nunca mais passarão fome nem sede; nem sol nem o calor ardente cairão sobre eles, porque o Cordeiro que está no meio do trono os apascentará e conduzirá às fontes de água viva; e Deus enxugará todas as lágrimas dos seus olhos»

O Beato João Paulo II na sua alocução de 03 de Julho de 1991 de forma brilhante explica-nos: «Por isso, há nas almas do Purgatório um matiz de alegria no meio da dor:

"Mesmo que a alma tenha de sujeitar-se, naquela passagem para o Céu, à purificação das últimas escórias, mediante o Purgatório, ela já está cheia de luz, de certeza, de alegria, pois sabe que pertence para sempre ao seu Deus".»

E continuando a minha leitura encontro no Apocalipse de S. João (21,3-7) esta certeza  e alegria de que João Paulo II nos fala:
«Esta é a morada de Deus entre os homens.
Ele habitará com eles;
E será o seu Deus.
Ele enxugará todas as lágrimas dos seus olhos;
E não mais haverá morte, nem luto, nem dor.
Porque as primeiras coisas passaram.»
O que estava sentado no trono
afirmou: «Eu renovo todas as coisas»
E acrescentou: «Escreve, porque estas
Palavras são dignas de fé e verdadeiras.»
E disse-me ainda:
«É verdade!
Eu sou o Alfa e o Ómega,
O Princípio e o fim.
Ao que tiver sede,
Eu lhe darei a beber gratuitamente,
Da nascente da água da vida.
O que vencer receberá estas coisas como herança;
Eu serei o seu Deus e ele será meu filho».

Oração
Senhor peço-Vos que pelo preciosíssimo Sangue derramado pelo Vosso Divino Filho, Jesus, liberteis todas almas do Purgatório, em especial, as que estão mais esquecidas, conduzindo-as ao descanso eterno para que ali Vos louvem e bendigam para sempre.
Pai Nosso, Ave Maria e Glória ao Pai, Ámen

Que descansem em Paz! Amen.

Senhor rogo-Vos também para que me ilumineis e a todos nós, aqui na Terra, para que caminhemos sempre guiados pela Vossa Luz, para que um dia possamos merecer habitar no Vosso Reino Celeste.

Amanhã continuaremos a nossa caminhada com a nossa amiga, Maria Luiza,
do Blog  Alfa&Ómega.

Fontes: Bíblia Sagrada e Net
Ailime
14.11.2011
Imagens da Net

13 novembro 2011

Deus, separar-se de Ti é cair


Deus, Criador de todas as coisas,

dá-me primeiro a graça de orar bem,

depois faz-me digno de ser ouvido

e, por último, liberta-me.


Deus, a quem ama todo aquele que é capaz de amar.

Deus, Sabedoria, em Ti, de Ti e por Ti sabem todos os que sabem.


Deus, separar-se de Ti é cair;

voltar para Ti, levantar-se;

permanecer em Ti é estar firme.


Deus, voltar-te as costas é morrer;

converter-se a Ti é voltar a viver;

morrer em Ti é encontrar a Vida.


Deus abandonar-te é morrer;

seguir-te é amar-te;

ver-te é possuir-te.


Deus, por cujo favor vivemos.

Deus, que nos encaminhas.

Deus, que nos trazes à porta.

Deus, que fazes que seja aberta aos que chamam.


Manda e ordena o que quiseres,

mas sara os meus ouvidos para ouvir a Tua voz;

sara e abre os meus olhos para ver os Teus sinais.


Recebe o Teu fugitivo, Senhor, clementíssimo Pai;

já chega o que tenho sofrido quando vivia longe de ti.

Dá-me o que me pedes e pede-me, Senhor, o que quiseres

Santo Agostinho
(Soliloquios, 1,1)
 
Ailime
13.11.2011
Imagem da Net

09 novembro 2011

Era uma flor...

Era uma flor pequenina e frágil, mas com uma alma do tamanho do Mundo!
O Senhor que ela amava tanto chamou-a, hoje, para junto de Si.
A estas flores o Senhor chama-as de Anjos e leva-as para junto Dele.
A minha lágrima ainda não secou, mas vou guardar esta pequena flor para sempre no meu coração.
Pelo seu exemplo e coragem.
Pelas suas boas palavras.
Pela sua Fé e entrega a Jesus em tudo o que fazia sem um queixume.
Pela sua doação total.
Obrigada pelo seu exemplo.
Deixo esta flor,
Para esta pequena flor.
Com muito carinho,
Com muita ternura,
Com muita saudade.
Que Deus a tenha na Sua Eterna Glória!
E que descanse em Paz!
Pai Nosso, Ave-Maria, Glória ao Pai! Amém!

Ailime
09.11.2011
Imagem da Net