25 março 2016

Sexta Feira da Paixão do Senhor

«É hora de noa na Terra»

"Por nosso amor, morreu o Senhor
Numa Cruz morreu o Senhor.
Recomendou dar a vida e a vida como irmãos
Em sinal de amor.

 Planearam a sua morte em silêncio,
Assustaram com gritos o povo.
E num lenho pregaram o Seu Corpo
à hora de noa, o Senhor morreu.
O Senhor morreu.

 É hora de noa na Terra,
As sirenes de alarme soaram,
Mas ninguém se dedica a acordar
E o meu irmão chora, e o meu irmão morre;
E o clamor da sua voz não nos dói.
E o meu irmão morre.

 É hora de noa na Terra,
É hora da fome e da morte,
É hora do ódio e da guerra,
É hora de noa, quando sofre o meu povo,
Quando cresce a dor e o engano,
Quando falta o amor".



"Toda a nossa glória está na Cruz
de Nosso Senhor, Jesus Cristo.
O Senhor tenha compaixão de nós
e nos abençoe."

 Autor: C. Erdozain

23 março 2016

Jesus cai pela terceira vez

IX Estação: Jesus cai pela terceira vez
Passo pesado

Os passos de Jesus tornavam-se cada vez mais pesados, não porque a cruz pesasse mais agora, mas porque o cansaço, o esgotamento, os açoites, os maus tratos aumentavam cada vez mais.
Mal consegui levantar os pés.
Arrastava os pés deixando um rasto de um longo e pesado passo.
E caiu pela terceira vez.
Os seus passos eram pesados, porque bem pesados são os nossos passos.
Ele caiu outra vez, porque nós não paramos de cair.
Ele deixou o rasto pesado do seu andar, porque carregava as nossas faltas...
Mas, afinal, os seus passos não eram pesados, eram passos de amor.


Que o Senhor transforme também os nossos pesados passos em passos suaves de amor.


Fonte:
Novas pistas da via-sacra
José David Quintal Vieria, SCJ.

20 março 2016

Domingo de Ramos

«A liturgia deste último Domingo da Quaresma convida-nos a contemplar esse Deus que, por amor, desceu ao nosso encontro, partilhou a nossa humanidade, fez-Se servo dos homens, deixou-Se matar para que o egoísmo e o pecado fossem vencidos. A cruz (que a liturgia deste domingo coloca no horizonte próximo de Jesus) apresenta-nos a lição suprema, o último passo desse caminho de vida nova que, em Jesus, Deus nos propõe: a doação da vida por amor». 
                   


Filip 2, 6-11

Cristo Jesus, que era de condição divina,
não Se valeu da sua igualdade com Deus,
mas aniquilou-Se a Si próprio.
Assumindo a condição de servo,
tornou-Se semelhante aos homens.
Aparecendo como homem, humilhou-Se ainda mais,
obedecendo até à morte e morte de cruz.
Por isso Deus O exaltou
e Lhe deu um nome que está acima de todos os nomes,
para que ao nome de Jesus todos se ajoelhem
no céu, na terra e nos abismos,
e toda a língua proclame que Jesus Cristo é o Senhor,
para glória de Deus Pai.



Salmo 21 (22)

Meu Deus, meu Deus, porque me abandonastes?
Todos os que me vêem escarnecem de mim,
estendem os meus lábios e meneiam a cabeça:
«Confiou no Senhor, Ele que o livre,
Ele que o salve, se é meu amigo».

Matilhas de cães me rodearam,
cercou-me um bando de malfeitores.
Trespassaram as minhas mãos e os meus pés,
posso contar todos os meus ossos.

Repartiram entre si as minhas vestes
e deitaram sortes sobre a minha túnica.
Mas Vós, Senhor, não Vos afasteis de mim,
sois a minha força, apressai-Vos a socorrer-me.

Hei-de falar do vosso nome aos meus irmãos,
hei-de louvar-Vos no meio da assembleia.
Vós, que temeis o Senhor, louvai-O,
glorificai-O, vós todos os filhos de Jacob,
reverenciai-O, vós todos os filhos de Israel.


Depois da Quaresma, tempo de meditação, oração e conversão iniciamos agora a Semana Maior da vida cristã. Vamo-nos aproximando do Grande Dia! O dia da Ressurreição do Senhor vivendo intensamente os momentos que o antecedem! Vamos neste tempo da Paixão do Senhor orar e estar junto d'Ele! Não O abandonemos nestes dias tão intensos e dolorosos que viveu e, em que se sentiu tão só (e hoje como há dois mil anos)! Os próprios discípulos O abandonaram, deixando-O enquanto orava. Não O deixemos nós! Façamos-Lhe companhia nestes dias e ofereçamos-Lhe todo o nosso amor, toda a nossa vida! É disso que Ele tem sede...sede de nós, do nosso despojamento, da nossa pequenez!
Com Maria sigamos Jesus até ao Calvário na expectativa do maravilhoso reencontro no dia da Sua Ressurreição! Sejamos firmes e abramos o nosso coração e oremos, oremos muito, sempre.  Ailime.

Desejo a todos um bom domingo.
Abraço em Cristo. Ailime

Fonte: Portal dos Sacerdotes 
Dehonianos
Bíblia Sagrada.