27 março 2011

3º Domingo da Quaresma

A Palavra de Deus que hoje nos é proposta afirma, essencialmente, que o nosso Deus está sempre presente ao longo da nossa caminhada pela história e que só Ele nos oferece um horizonte de vida eterna, de realização plena, de felicidade perfeita.

In: Agência Ecclesia
aqui:http://www.ecclesia.pt/cgi-bin/comentario.pl?id=487

(Evangelho de S. João 4,5-42)

Jesus e a Samaritana

Naquele tempo,
chegou Jesus a uma cidade da Samaria, chamada Sicar,
junto da propriedade que Jacob tinha dado a seu filho José,
onde estava a fonte de Jacob.
Jesus, cansado da caminhada, sentou Se à beira do poço.
Era por volta do meio dia.
Veio uma mulher da Samaria para tirar água.
Disse lhe Jesus: «Dá Me de beber».
Os discípulos tinham ido à cidade comprar alimentos.
Respondeu -Lhe a samaritana:
«Como é que Tu, sendo judeu,
me pedes de beber, sendo eu samaritana?»
De facto, os judeus não se dão com os samaritanos.
Disse lhe Jesus:
«Se conhecesses o dom de Deus
e quem é Aquele que te diz: ‘Dá-Me de beber’,
tu é que Lhe pedirias e Ele te daria água viva».
Respondeu- Lhe a mulher:
«Senhor, Tu nem sequer tens um balde, e o poço é fundo:
donde Te vem a água viva?
Serás Tu maior do que o nosso pai Jacob,
que nos deu este poço, do qual ele mesmo bebeu,
com os seus filhos a os seus rebanhos?»
Disse Lhe Jesus:
«Todo aquele que bebe desta água voltará a ter sede.
Mas aquele que beber da água que Eu lhe der
nunca mais terá sede:
a água que Eu lhe der tornar se á nele uma nascente
que jorra para a vida eterna».
«Senhor, suplicou a mulher dá me dessa água,
para que eu não sinta mais sede
e não tenha de vir aqui buscá la».
Vejo que és profeta.
Os nossos pais adoraram neste monte
e vós dizeis que é em Jerusalém que se deve adorar».
Disse lhe Jesus:
«Mulher, podes acreditar em Mim:
Vai chegar a hora em que nem neste monte
nem em Jerusalém adorareis o Pai.
Vós adorais o que não conheceis;
nós adoramos o que conhecemos,
porque a salvação vem dos judeus.
Mas vai chegar a hora – e já chegou –
em que os verdadeiros adoradores
hão de adorar o Pai em espírito a verdade,
pois são esses os adoradores que o Pai deseja.
Deus é espírito
e os seus adoradores devem adorá l’O em espírito e verdade».
Disse Lhe a mulher:
«Eu sei que há de vir o Messias,
isto é, Aquele que chamam Cristo.
Quando vier há de anunciar nos todas as coisas».
Respondeu lhe Jesus:
«Sou Eu, que estou a falar contigo».
Muitos samaritanos daquela cidade acreditaram em Jesus,
por causa da palavra da mulher.
Quando os samaritanos vieram ao encontro de Jesus,
pediram Lhe que ficasse com eles.
E ficou lá dois dias.
Ao ouvi l’O, muitos acreditaram e diziam à mulher:
«Já não é por causa das tuas palavras que acreditamos.
Nós próprios ouvimos
e sabemos que Ele é realmente o Salvador do mundo».
In: Bíblia  Sagrada

Ao comentar a liturgia do terceiro Domingo deste tempo favorável, o Papa Bento XVI ensina que: “O pedido de Jesus à Samaritana: “Dá-Me de beber” (Jo 4, 7), que é proposto na liturgia do terceiro Domingo, exprime a paixão de Deus por todos os homens e quer suscitar no nosso coração o desejo do dom da “água a jorrar para a vida eterna” (v. 14): é o dom do Espírito Santo, que faz dos cristãos “verdadeiros adoradores” capazes de rezar ao Pai “em espírito e verdade” (v. 23). Só esta água pode extinguir a nossa sede do bem, da verdade e da beleza! Só esta água, que nos foi doada pelo Filho, irriga os desertos da alma inquieta e insatisfeita, “enquanto não repousar em Deus”, segundo as célebres palavras de Santo Agostinho”.
In: Rádio Vaticano
Ailime
27.03.2011
Imagem da Net

8 comentários:

  1. Ailime,

    Essa palvavra além de ser lindíssima, me faz refletir sobre vários aspectos.
    Até o fato de Jesus conversar e pedir água à uma samaritana. Jesus não discrimina ninguém, ele ama à todos.
    Ele nos oferece á agua da vida, água que nunca acaba. A vida eterna.
    Linda reflexão nesse tempo quaresmal.
    Abraço fraterno.

    ResponderEliminar
  2. Perfeita Amiga Admirável:
    Os homens deveriam unir-se num sentimento profundo de fraternidade e iguldade, confraternizando a sua Fé em torno Dele.
    Criou um belo momento de dádiva e partilha Bíblica.
    Parabéns pela sua pureza que é linda.
    Abraço amigo de respeito profundo pelo seu encanto sublime nas atitudes de ternura imensa que cria e concebe com delícia.
    Com respeito e uma honra imensa pela sua preciosa amizade.
    Sempre a admirá-la

    pena

    Desculpe comentar como anónimo.
    Não sei o que se passa com o blogger.
    Bem-Haja, extraordinária amiga enorme de Fé.
    Fantástica.
    Adorei.

    ResponderEliminar
  3. A sua humanidade é uma delícia.
    Parabéns.
    Abraço amigo.
    Com admiração e constante respeito por si.

    pena

    Se a Humanidade toda fosse assim, viveríamos uma paz constante e pura.
    Bem-Haja, amiga extraordinária.
    Não é para responder. O blogue está desactivado.

    ResponderEliminar
  4. Oi amiga, passando para te desejar uma ótima semana. Obrigada pela visita ao meu blog. Volte sempre, um abraço, fica com Deus.

    ResponderEliminar
  5. Nesta bela leitura podemos ver que os discípulos nada sabem de Jesus,ao contrário da Samaritana.Eles apenas O chama de rabi,como tantos outros que havia nesse tempo.Também se pode ver que os apóstolos estavam preocupados com o alimento material.Desconheciam que o outro alimento,o de Jesus,era o de fazer a vontade do Pai.
    Gostei muito da sua meditação :-)
    Paz e Bem

    ResponderEliminar
  6. Tentei que seguisse um comentário.
    Não consegui que o sistema confirmasse.
    Mer

    ResponderEliminar
  7. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  8. Amiga e Doce Mer,
    Só hoje reparei nas suas mensagens.
    Muito obrigada.
    Não sei o motivo de o comentário não ter aparecido.
    De qualquer forma e conforme solicitou acabei de eliminar o anterior.
    Espero que esteja tudo bem com a vossa Família.
    Um grande beijinho e forte abraço.
    Ailime

    ResponderEliminar

«Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.»
(João 14:6)
Muito obrigada por me ajudar a caminhar com Cristo!
Ailime