10 janeiro 2012

Adora e confia

Não te inquietes pelas dificuldades da vida,
pelos seus altos e baixos, pelas suas decepções,
pelo seu porvir mais ou menos sombrio.

Abraça o que Deus quer.
Oferece-lhe por entre inquietudes e dificuldades
o sacrifício da tua alma simples que, frente ao que quer que seja,
aceita os desígnios da sua providência.

Pouco importa que te consideres um frustrado
se Deus te considera plenamente realizado;
a seu gosto.

Perde-te confiada e cegamente nesse Deus
que te quer para si.
E que chegará até ti, ainda que nunca o vejas.
Pensa que estás nas suas mãos,
tanto mais fortemente acolhido
quanto mais decaído te encontres.

Vive feliz. Suplico-te.
Vive em paz.
Que nada te altere.
Que nada seja capaz de te tirar a paz.
Nem a fatiga psíquica. Nem as tuas faltas morais.

Faz que brote, e conserva sempre sobre o teu rosto,
um doce sorriso, reflexo de que o Senhor
te dirige continuamente.

E no fundo da tua alma coloca, antes de mais nada,
como fonte de energia e critério de verdade,
tudo aquilo que te encha da paz de Deus.

Recorda: tudo quanto te reprima e inquiete é falso.
Asseguro-te em nome das leis da vida
e das promessas de Deus.

Por isso, quando te sentires angustiado, triste...,
adora e confia!


Teilhard de Chardin, S. J.

 
Ailime
10.01.2012
Imagem da Net

6 comentários:

  1. Maravilhosa partilha... grata por tanta riqueza que aqui nos deixa neste singelo post.

    A Paz de Cristo

    ResponderEliminar
  2. Ailime, que coisa mais linda esse escrito de Teilhard de Chardin. Quando mocinha lia Teilhard. Amei! Grande abraço!

    ResponderEliminar
  3. Quando comecei a ler parecia Santo Agostinho mas depois vi que não era, gostei muito do texto.
    Por vezes esquecemo-nos de confiar, e a confiança em Deus é das maiores provas de amor que Lhe damos.

    Tenha uma boa semana, bj

    ResponderEliminar
  4. Amiga,

    Sem palavras; Lindo!!!

    beijinhos no coração,

    Gisele

    ResponderEliminar
  5. Já conhecia este texto e mexe muito comigo.
    Este texto foi-me dado num pequeno papel por um Padre que peregrinou até Fátima no mesmo grupo que eu e bateu forte no meu coração.
    Obrigada por partilhar.
    UM BEIJINHO GRANDE

    ResponderEliminar
  6. Como a Ailimi sabe,nada vem por acaso.
    Hoje vim aqui bater e encontrei o que precisava.Theillard de Chardin é um dos meus preferidos.
    Ao ler as suas palavras,saio desta página com ânimo e sossegada.
    Obrigada pelo post

    Bjinhossss

    ResponderEliminar

«Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.»
(João 14:6)
Muito obrigada por me ajudar a caminhar com Cristo!
Ailime